Home / Exames e Laboratório / Febre Chikunguya – Santa Catarina registra primeiro caso autóctone da doença

Febre Chikunguya – Santa Catarina registra primeiro caso autóctone da doença

Foi detectado o primeiro caso autóctone de febre chikunguya, ou seja, contraído dentro do estado. A confirmação foi divulgada na terça-feira (28) pela Diretoria da Vigilância Epidemiológica, apontando o município de Guaraciaba, no Oeste de Santa Catarina, como local da contaminação. Agora, no total, SC soma 61 em casos da febre, sendo 57 importados, um autóctone e três em investigação do local de infecção.

Doenças como Zika Vírus e Dengue, também já registraram casos de infecção dentro do estado. O Zika Vírus, mais recente, soma cinco casos autóctones em SC, espalhados pelas cidades de Chapecó, Coronel Freitas, Guaraciaba, Penha e São José do Cedro. Ao todo, este ano, são 43 pacientes com o vírus.

Fonte: cidadeverde.com

Fonte: cidadeverde.com

Você conhece a FEBRE CHIKUNGUNYA? Sabe quais são os exames laboratoriais para detectar a doença? Como é o Diagnóstico?

Em relação ao diagnóstico, o vírus só pode ser detectado em exames de laboratório, onde os exames de sorologia – detecção de anticorpos IgG e IgM – são bastante recomendados e estão disponíveis no Ghanem Laboratório. Mas antes de realizar o exame, em caso de suspeita, é importante consultar um médico.

Prevenção:

É fundamental que as pessoas reforcem as medidas de eliminação dos criadouros de mosquitos nas suas casas e na vizinhança. As medidas que as pessoas devem tomar são exatamente as mesmas recomendadas para a prevenção da dengue.

O que é e o que causa?

É uma doença infecciosa febril, causada pelo vírus Chikungunya e pode ser transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus – a espécie Aedes aegypti é a mesma que transmite os vírus da Dengue e o Zika vírus.

Quais os sinais e sintomas?

Após a picada do mosquito, o início dos sintomas ocorre de dois a dez dias, podendo chegar a 12 dias. Esse é o chamado período de incubação.
Os sinais e sintomas são: febre acima de 39 graus, de início repentino, e dores intensas nas articulações de pés e mãos – dedos, tornozelos e pulsos. A dor nas articulações também ocorre nos casos de dengue, mas a intensidade é menor. Em se tratando de Chikungunya, é importante reforçar que a dor articular, presente em 70% a 100% dos casos, é intensa e afeta principalmente pés e mãos (geralmente tornozelos e pulsos).

Podem ocorrer, também, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. Cerca de 30% dos casos não chegam a desenvolver sintomas.

O Ministério da Saúde definiu que devem ser considerados como casos suspeitos todas as pessoas que apresentarem febre de início súbito maior de 38,5ºC e artralgia (dor articular) ou artrite intensa com início agudo e que tenham histórico recente de viagem às áreas nas quais o vírus circula de forma contínua.

O vírus pode afetar pessoas de qualquer idade ou sexo, mas os sinais e sintomas tendem a ser mais intensos em crianças e idosos. Além disso, pessoas com doenças crônicas têm mais chance de desenvolver formas graves da doença.

Fontes: anoticia.clicrbs.com.br e portalsaude.saude.gov.br

Recommended Posts
Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

como esta sua tireoide?Medicina personalizada: Perfil nutrigenético para médicos