Home / Exames e Laboratório / Saiba como proteger sua família da H1N1

Saiba como proteger sua família da H1N1

A influenza A H1N1, popularmente conhecida como “Gripe Suína” tem assustado a população nos últimos anos. Para você entender um pouco mais sobre essa doença, esclareceremos alguns pontos importantes sobre o que é a gripe suína, os sintomas, como é transmitida, qual o tratamento e as formas de prevenção contra a gripe. Saiba como proteger sua família da H1N1.

A gripe H1N1, gripe A, influenza ou gripe suína é uma doença respiratória aguda, causada pelo influenza vírus do tipo A. Essa doença é consequência da combinação de segmentos genéticos do vírus humano da gripe (influenza), do vírus da gripe aviária e do vírus da gripe suína, que infectaram porcos simultaneamente. Esse tipo de gripe teve seu primeiro registro em 2009, nos Estados Unidos, na qual infectou mais de 1,5 milhão de pessoas. No Brasil, conforme o Ministério da Saúde houve mais de 58 mil casos confirmados e mais de duas mil mortes no período 2009 e 2010.

No Brasil já tiveram 71 casos de morte por H1N1 em 2016, até 26 de março, segundo o Boletim Epidemiológico de Influenza do Ministério da Saúde, divulgado na segunda-feira 04 de Abril. No ano de 2015, foram registrados 36 mortes por H1N1 no país. Segundo o Ministério da Saúde, foram registrados 444 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) pela Influenza A/H1N1 este ano. Em Joinville, a Secretária da Saúde confirmou, nesta quarta-feira dia 06 de Abril o quarto caso de gripe A.

- Quais são os principais sintomas da influenza A (H1N1)?

Febre acima de 38ºC, tosse, dificuldade para respirar, acompanhada ou não de dor de garganta, ou de manifestações gastrointestinais, dor de cabeça, dores musculares, nas articulações e tosse. A febre é um dos sintomas mais recorrentes, presente em 92% dos casos.

- Como ocorre a transmissão?

O vírus é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio da tosse ou do espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a principal forma de transmissão é pelo contato com superfícies contaminadas.

- Como alguém que está com a gripe pode infectar outras pessoas?

As pessoas infectadas podem infectar outras a partir do primeiro dia antes do desenvolvimento dos sintomas e até sete dias ou mais depois de adoecer. Isso quer dizer que você pode transmitir o vírus para outra pessoa antes de saber que está doente, bem como depois de adoecer.

- O que eu devo fazer para evitar contrair a gripe?

Primeira medida e a mais importante: lave as mãos. Evitar aglomerações e ambientes fechados, manter os ambientes bem ventilados. Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos, ingestão de frutas, fibras, água, sucos naturais e chás são hábitos que devem fazer parte da rotina o ano todo. Utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir nariz e boca com lenço de papel quando espirrar ou tossir, evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar, não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas. A vacinação anual contra influenza é uma das medidas utilizadas para prevenir a doença. Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza, utilizar álcool em gel para higienizar as mãos.

A única técnica de diagnóstico preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para confirmação laboratorial deste H1N1 é a RTPCR (Transcrição Reversa seguida de Reação em Cadeia da Polimerase) em Tempo Real. É um teste sensível e específico, capaz de detectar a presença do vírus. Amostras de secreções respiratórias (secreção de orofaringe e/ou secreção de nasofaringe) devem ser coletadas preferencialmente entre o primeiro e o sétimo dia, após o início dos sintomas. O Ghanem Laboratório disponibiliza em seu menu o exame para detecção do vírus, conforme preconizado pela OMS – Influenza A – PCR (mnemônico H1N1).

Mais informações, favor utilize o 47 3028.3001 e/ou  8458.1299.

Recommended Posts
Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

OMS dedica Dia Mundial Da Saúde 2016 ao tema DiabetesPressão Arterial: motivos para você começar a monitorar hoje mesmo